“Se você observar um homem realmente feliz, você vai encontrá-lo construindo um barco, compondo uma música, educando um filho ou cuidando das rosas de seu jardim.” W. Beran Wolfe, psiquiatra australiano especialista em Psicologia Positiva.

13391210_1368904926456876_398463990_n1

Viver com propósito significa estar conectado com algo maior que nós mesmos, mas que, ao mesmo tempo, toca algo fundamental dentro de nós – aquilo que acreditamos e que dá sentido à vida. Esse propósito é um dos cinco pilares estabelecidos por Martin Seligman – o pai da Psicologia Positiva – para alcançarmos o bem-estar e a felicidade.

Quando nos dedicamos a algo realmente significativo, seja aprender uma nova habilidade, cuidar dos filhos ou até mesmo seguir uma religião, nos sentimos mais confiantes, seguros e motivados. Isso porque o senso de propósito e as metas significativas – aquelas que realmente acreditamos e nos sentimos bem em realizá-las – nos proporcionam um sentimento de controle sobre a vida, alimentando nossa auto-estima e transmitindo a crença de que somos capazes de ultrapassar obstáculos. Em suma, além de nos tornar mais eficazes, aquilo que fazemos com fé e amor, nos faz mais feliz.

13551849_257444461299623_1100572207_n1

Significado é aquilo que guia a nossa caminhada e nos ajuda a responder as seguintes questões: Por que estamos aqui? Pelo que lutamos?

Existem diferentes maneiras de encontrar as respostas para essas perguntas. Para algumas pessoas vem através de experiências, outras passam por profunda reflexão, para outras pessoas, amar e ser amadas e, para outras ainda, pela maneira como decidem se relacionar com as pessoas e o mundo à sua volta.

É importante compreender que o “significado” é algo muito pessoal. Ninguém pode nos dizer o que dá significado a nossas vidas – temos que descobrir por nós mesmos, num processo de autoconhecimento

Cada um tem uma maneira própria de descobrir. Pode ser que demore uma vida inteira e, às vezes, o que encontramos são apenas algumas pistas pelo caminho… O importante é não perdê-las de vista! Precisamos estar sempre atentos a nossos propósitos e prioridades na hora de fazer escolhas. Lembre-se! Nunca é tarde para colocar aquilo que realmente importa em primeiro lugar!