Sinto muito, me perdoe, eu te amo, sou grato. Para quem não conhece, essas são as palavras mágicas do Ho´oponopono, uma ferramenta ancestral de autocura havaiana, transformada e disseminada na década de 70 por Kahuna Morrnah Simeona, respeitada filósofa e pesquisadora nascida no Havaí.

layout_quotes_sofiabauer_30_052

Trata-se de uma técnica terapêutica que se baseia na resolução de conflitos internos para a resolução dos conflitos externos. Para isso, trabalha-se o subconsciente, um dos três níveis da mente humana onde estão armazenadas todas as nossas memórias acumuladas por gerações, e que são a causa tanto dos prazeres como dos conflitos e dificuldades presentes. São as memórias e as inspirações que ditam o que e como a nossa mente consciente experimenta a vida. Portanto, o Ho´oponopono, que significa “corrigir um erro” na língua havaiana, propõe justamente a limpeza desse acúmulo repetitivo de crenças limitadoras, condicionamentos e lembranças dolorosas, para dar lugar à inspiração, à harmonia e à felicidade.

Mas, a potencialidade dessa prática está na compreensão de que somos responsáveis não apenas por nossos atos e escolhas, mas por tudo o que está à nossa volta. Sim, o que você vê de errado no outro, provavelmente existe dentro de você, então, para mudá-lo, você é quem tem que mudar. São projeções, memórias compartilhadas, questões mal resolvidas, que saem do seu interior através da mente.

A prática é simples, quando se perceber ou perceber o outro em uma situação de desequilíbrio basta repetir, seguidas vezes, “sinto muito, me perdoe, eu te amo, sou grato”, como um mantra, uma prece, invocando toda a energia do amor.

foto-jo-moreira-luz

Foto: Jô Moreira | Imagem protegida por direitos autorais

Segundo o psicólogo havaiano Dr. Ihaleakala Hew Len, para quem Kahuna Morrnah transmitiu seus ensinamentos antes de falecer, quando você diz “sinto muito” você reconhece que algo negativo penetrou no seu corpo/mente. Você quer o perdão interior pelo o que lhe trouxe aquilo. Ao dizer “me perdoe” você não está pedindo para ser perdoado e sim para que possa se perdoar. “Te amo” transmuta a energia bloqueada, a memória acumulada, em energia fluida. “Sou grato” é a expressão de gratidão, um dos pilares da Psicologia Positiva que já citamos aqui no blog anteriormente, tão importante para compreendermos que tudo, tanto as coisas boas como as coisas ruins, acontece por um bem maior. A partir desse momento o que acontece a seguir é imprevisível, você pode ser inspirado a realizar alguma ação, qualquer que seja, ou não. Se continuar uma dúvida, continue o processo de limpeza e logo terá a resposta quando estiver completamente limpo.

foto-jo-moreira-por-do-sol

Foto: Jô Moreira | Imagem protegida por direitos autorais

Lembre-se! O que lhe incomoda no outro, existe em você, pois somos todos um. Portanto, toda cura é autocura. Na medida em que você melhora o mundo também melhora a si mesmo. Assuma essa responsabilidade, seja protagonista da sua história. Ninguém mais precisa fazer esse processo, só você.