Para muitas pessoas, as emoções apenas acontecem. Mas, o que aprendemos com a neurociência é que você pode controlá-las. É isso mesmo! Podemos controlar nossas emoções ativando – por meio da meditação – o freio vagal: o nervo vago que, através do coração, manda suas ondas para o cérebro e avisa que está tudo bem.

Como já falamos algumas vezes aqui no blog, na medida em que você fica habilidoso nas meditações, respirações profundas e apreciações, você passa a se sentir muito melhor – mais confiante, criativosaudável e satisfeito com a vida.Você só precisa aprender como dirigir as ondas que emanam de seu coração e de suas emoções mais profundas, prestando mais atenção em cada sentimento, compreendendo que você está no controle de tudo!

É claro que não podemos evitar sentir raiva, medo ou tristeza, mas podemos controlar bem rápido o que faremos com cada um desses sentimentos. A escolha é sua – digerir, compreender e livrar-se dele ou guardar e ficar remoendo. 

Você pode respirar fundo, apreciar algo bom ou focar em algo dá certo em sua vida e pronto! Seu coração volta ao controle e, aí sim, você pode fazer uma escolha mais saudável com o momento de sofrimento.O grande aprendizado não é deixar de sentir, e sim aprender a lidar com essas emoções da melhor forma.

13408963_1726817327576914_46219813_n

Quando sentimos medo, por exemplo, ativamos o Sistema Nervoso Simpático, que é acionado pela noradrenalina no cérebro, que envia sinais pela medula para liberação do cortisol, que por sua vez, libera adrenalina dos gânglios paravertebrais – esses vão liberar a adrenalina nas partes vitais – coração, pulmão, estômago, traqueia, diafragma, intestinos.

O Sistema Nervoso Simpático não é nada simpático! Ele é eletrizante e estressante, isso sim! Ele prepara o corpo para a ação imediata, para aumentar a velocidade e o ritmo cardíaco – como pisar no acelerador do carro. Luta ou fuga! Preparar para o ataque!

Já o Sistema Nervoso Parassimpático faz o contrário, nos calma, pisa no freio do mesmo nervo vago. É o nosso freio vagal. Abaixa o ritmo cardíaco e corta a adrenalina e o cortisol. Quando estamos sobre o efeito do Sistema Nervoso Simpático, ficamos com medo, trêmulos, ansiosos e sem nenhuma reação boa. Mas quando estamos sob o efeito do Parassimpático, nos acalmamos, diminuímos a frequência cardíaca, ficamos mais criativos e mais saudáveis.

kripalu-64

Foto: Roberto Benatti | Imagem protegida por direitos autorais

A meditação, a yoga, a contemplação, o fazer o que se gosta nos traz essa possibilidade de usar o nosso freio vagal. Assim, quando estiver enlouquecido de raiva no trânsito, quando estiver num momento tenso, ou com muita tristeza, pare e respire fundo! Pense em algo bom. Você vai se acalmar daí a pouquinho. Se estiver com seu corpo bem treinado, tudo ficará bem melhor mais rápido e você adoecerá menos!